A Vida de Rabi Moshe Chaim Luzzatto.

Deixe um comentário

31 de Outubro de 2012 por azamradobrasil

Imagem

 

Segredos do Templo Futuro
Mishkney Elyon — “Habitações do Supremo”

Pelo Rabi Moshe Chaim Luzzatto (“Ramchal“)
Traduzido por Avraham Yehoshua Greenbaum.

 

Ramchal:

Desde sua breve estadia neste mundo no início dos anos de 1700, o Rabi Moshe Chaim Luzzatto, o Ramchal, tem sido um guia fiel e amado por gerações de Judeus buscadores espirituais. Seus admiradores variam de gigantes imponentes, como o Rabino Elijah, o Gaon de Vilna (1720-1797), para os milhares dos atuais retornados ao Judaísmo que estão descobrindo no trabalho de Ramchal uma fonte viva de profunda intuição e inspiração.

A exposição clássica de Ramchal para o caminho da Torá de desenvolvimento espiritual, Mesilat Yesharim, “Caminho do Justo”, tem por centenas de anos sido aceito por todos os setores da comunidade Judaica e é parte do currículo em yeshivas e outros centros de estudo da Torá. Com a publicação de mais e mais de outros escritos do Ramchal sobre Hashkafah (Torá visão de mundo) e Cabalá, ele agora está sendo reconhecido como um dos gênios Cabalísticos notáveis de todos os tempos.

O Gaon de Vilna disse que ele teria andado todo o caminho para a Itália apenas para se sentar aos pés de Ramchal. O Gaon disse que Ramchal foi o único sábio desde o ARIque realmente entendeu a Cabalá.

A contribuição de Ramchalpara a Cabalá tem sido comparado ao de Rambam (Rabino Moshe ben Maimon, Maimônides, 1135-1204) para a Halachá (Lei da Torá). Fora do vasto “mar” da literatura talmúdica que somente estudiosos notáveis poderiam dominar, Rambam destilou seu Código abrangente da Lei de Torá, a Mishneh Torá, um modelo para todos os tempos de clareza e de forma facilmente compreendida até mesmo por um garoto de escola. Da mesma forma Ramchal trouxe ordem e clareza para o labirinto de conceitos e ensinamentos cabalísticos nos escritos do ARI, produzindo uma escada de ascensão e entrada em seus mistérios que podem ser usados ​​com proveito por qualquer estudante sério.

Nascido em Pádua, Itália, em 1707, Ramchal era um prodígio de infância que rapidamente dominou não só os meandros do Talmud, mas também outras disciplinas como lógica e retórica. Ele até escreveu peças. Na idade de 14, ele produziu um resumo de todo o sistema da Etz Chaim em 10 capítulos escritos no estilo do Mishneh.

Ramchal claramente alcançou todos os níveis de espírito santo, pureza, piedade que mais tarde elucidados em seu Mesilat Yesharim. Na época que ele tinha vinte sua Beit Midrash era um centro florescente de estudo cabalístico e devoção, enquanto seus sermões nas sinagogas de Pádua inspirou muitos Judeus afastados para voltar às suas raízes.

Mas o sucesso de Ramchal despertou o mau-olhado, e em pouco tempo ele se viu no centro de uma polêmica furiosa sobre o ensino público de Cabalá. O que principalmente despertou a ira de seus adversários foram os relatórios que ele recebeu visitas regulares de almas santas e Maggidim, guias espirituais, em cujo ditado ele escreveu livros inteiros e discursos incluindo vários no estilo do Zohar. O mundo Judaico ainda estava sofrendo os tumultos causados ​​pela terrível perversão da Cabalá pelo Shabbetai Tzvi, apenas uma geração ou duas antes,  forneceu combustível extra para a campanha de perseguição feroz travada contra Ramchalpor figuras de destaque na comunidade, na Itália e fora dela.

No auge da polêmica, Ramchal escreveu ao seu professor, o Rabi Yishayah Basan:

Meu caminho é a acenar a cabeça em cada onda que vem. Não importa o que as pessoas más podem dizer sobre mim, é de maior importância nos meus olhos do que casca de alho., Não estou desanimado. Que eu não preste atenção a eles. Eu não estou interessado em honra ou grandeza. Eu irei na pureza do meu coração dentro de minha casa junto com Deus, que tem sido sempre o meu Pastor… “

Para a causa da paz, Ramchal concordou em parar de ensinar e escrever por um tempo. Ele até disse que iria permitir que seus escritos fossem queimados se isso iria ajudar a restaurar a paz, assim como da Novilha Vermelha tem que ser queimada para que suas cinzas fossem utilizadas para purificar aqueles contaminados pelo contato com os mortos. Em pouco tempo, no entanto, Ramchal decidiu deixar a Itália, e em 1737, com a idade de 29, ele se mudou para Amsterdã. Lá, ele foi recebido com grande respeito. Ele se sustentava trabalhando como um moedor de lente ao escrever algumas das obras para a qual ele é mais conhecido, incluindo Mesilat Yesharim, “Caminho dos Justos”, e Derech HaShem, “O Caminho de Deus”.

Alguns anos mais tarde, ele decidiu viajar para a Terra Santa, onde morreu em um surto de peste no Acre em 1747. Ele tinha 39. Seu túmulo em Tiberias, fica ao lado da caverna de sepultamento do Rabino Akiva, dos quais os alunos de Ramchalconsideraram seu mestre ter sido uma reencarnação.

Imagem

*Retirado do livro “Segredos do Templo Futuro”. Por Rabi Moshe Chaim Luzzatto (“RaMChaL”).

*Tradução para o Inglês por Avraham Yehoshua Greenbaum – Azamra Institute.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos Recentes

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 50 outros seguidores

Blog Stats

  • 34,093 hits
%d bloggers like this: