Rabi Nachman em Chanucá

Deixe um comentário

14 de Dezembro de 2012 por azamradobrasil

Imagem

1) Através da mitsvá de acender as luzes de Chanucá, nós reconhecemos a glória de Deus. Sua glória é exaltado e engrandecido no mundo. Aqueles que estavam distantes Dele são agitados para voltar. Podemos alcançar o verdadeiro medo do Céu, a harmonia no lar e oração genuína. Contenda e calúnias maliciosas são banidos e se espalha a Paz Universal em todos os mundos (Likutey Moharan 14).

2) Com a mitsvá de acender as luzes de Chanucá, nós trazemos para baixo o santo Da’at, o conhecimento de Deus, a nós mesmos. Este Da’at é `o óleo formoso” (Salmos 133) da memória, pelo qual uma pessoa em todos os momentos tem em mente que tudo neste mundo, tanto em geral e em particular, só tem sentido em relação ao Mundo Vindouro (Veja Zicaron) (54).

3) Os dias de Chanucá são dias de ação de graças e louvor. Ação de Graças e louvor são a essência do prazer do Mundo Vindouro. Eles causam a luz da verdade a brilhar: podemos rezar em verdade e aprender a Torá em verdade dos lábios do verdadeiro professor, e as uniões de casamento são formados na verdade. Estes três raios da verdade envia luz para todas as diferentes facetas do discurso e traz a faculdade da fala para a perfeição. Através desta somos capazes de trazer a santidade e a alegria do Shabat para os seis dias da semana. Em seguida, a simples unidade de Deus é revelada. Todos estes Tikkunim são provocadas pela inflamação das luzes de Chanucá, e o louvor e ação de graças que oferecemos em Chanucá. Como ela é preciosa, se você conseguir tudo isso em Chanucá e trazer estes Tikkunim impressionantes (Likutey Moharan II, 2).

4) Os recursos que fazemos a Deus para “Perdoa-nos!” no Yom Kippur nos ajuda a experimentar a santidade de Chanucá. A razão é que o tema de Chanucá é a consagração do Templo Sagrado (chanukat Beit Hamikdash), e em Chanucá nós trazemos a santidade do Templo Sagrado sobre nós mesmos. Mas só é possível fazer isso quando os nossos pecados são perdoados, pois eles estão no Yom Kippur. O grande ensinamento que o Templo Sagrado encarna e declara ao mundo é que ‘O Senhor, Ele é Deus: “em todos os Seus aspectos Ele é Um. Este conhecimento pode nos libertar da influência do pecado. Em nenhum lugar é o amor de Deus para Israel mais claramente revelado do que no perdão dos pecados. Quando nós irradiamos o santo conhecimento da unidade de Deus para os nossos filhos e alunos nesta geração e em todas as gerações do futuro, podemos chegar para uma visão dos níveis transcendentais de santidade, a santidade que está além deste mundo e engloba-lo. Esta visão é uma antecipação da alegria do Mundo Vindouro. É por meio do acendimento do óleo sagrado das luzes de Chanucá que chegamos a perceber esses níveis e, em seguida, a nossa própria vida e sustento são retiradas da Vontade Suprema. Podemos ser digno de receber uma revelação impressionante da Vontade de Deus e favorecer em muito o tempo que estamos comendo. Temos tempo e anseios para Deus com um desejo que não tem limites. Mas só se você estiver perto de um verdadeiro mestre, que é preenchido com amor genuíno pode vir a atingir esses níveis em Chanucá. Como precioso para encontrar um tal professor (7:11)

“Conselho” de RABI NACHMAN
Tradução de Likutey Etzot

Um compêndio de ensinamentos práticos de Rabi Nachman no crescimento espiritual e devoção.
© AZAMRA INSTITUTE 5766 / 2006

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos Recentes

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 50 outros seguidores

Blog Stats

  • 34,145 hits
%d bloggers like this: