Parashá Mishpatim, Êxodo 21:1-24:18

Deixe um comentário

24 de Dezembro de 2014 por azamradobrasil

az_banner 5

O Pacto do Sinai

A narrativa do evento conhecido como a Outorga da Torá – quando todo o povo de Israel estava no Monte Sinai, ouviu a voz do Eterno e se comprometeu a observar todos os Seus mandamentos – está estendido por duas porções da Torá: a porção anterior de Itrô e nossa porção presente de Mishpatim.

Em Itrô, Êxodo capítulo 19 disse da congregação dos Filhos de Israel ao pé do Sinai e da subida de Moisés ao cume da montanha, enquanto o capítulo 20 estabeleceu os 10 Mandamentos, descrevendo a experiência incrível e literalmente a terra tremeu quando foram reveladas.

Então, em nossa porção presente de Mishpatim, capítulos 21-23 – que compõem a maior parte da porção – estabelecem uma infinidade de leis muito detalhados para os Filhos de Israel, após o qual a seção de encerramento da nossa porção, Êxodo capítulo 24, reverte para a narrativa da Outorga da Torá, contando como Moisés atingiu uma aliança formal entre Deus e os Filhos de Israel para observar este código de lei.

A imprensão das leis detalhadas contidas em Êxodo capítulos 21-23 entre a narrativa da Outorga da Torá contido em Itrô capítulo 19 e a narrativa em Mishpatim capítulo 24, indicam que essas leis detalhadas não são menos integrantes ao Código do Sinai do que os Dez Mandamentos. Além disso, a exposição de todas estas leis e suas ramificações estão contidas nas outras seções legais dos Cinco Livros de Moisés, e especialmente em Levítico 19-20 e Deuteronômio capítulos 12-25.

Enquanto os 613 Mandamentos da Torá são obrigatórios apenas para Israel, o Pacto do Sinai é de grande importância para todos os povos e nações, porque a compreensão adequada das leis de Deus para todas as nações – os Sete Mandamentos Noéticos – depende da compreensão adequada de Suas Leis para Israel. Isso ocorre porque as Sete Leis Universais são as raízes de toda a Torá, e de todos os 613 Mandamentos que se aplicam a Israel derivam dessas raízes. Assim, os detalhes dos 613 Mandamentos derramou grande luz sobre como as leis gerais do Código Noético devem ser aplicadas na prática.

Entre os mandamentos detalhados em nossa porção presente de Mishpatim há muitos que têm uma relação direta com a aplicação prática das leis de Noé que proíbem idolatria, blasfêmia, assassinato, incesto, roubo e crueldade contra os animais, bem como a instituição de tribunais de justiça.

Assim Êxodo 21:12-14 distingue entre homicídio doloso e homicídio involuntário, que diz respeito à proibição Noética de matar; versos 18-36 entrar em detalhes sobre as leis de vários tipos de danos à pessoa e à propriedade, que se relacionam ao Noético uma provisão para um sistema de justiça. Êxodo 21:37-22:14 lida com as leis detalhadas de roubo, que são ligadas à proibição Noética de roubar; Êxodo, capítulo 23 versículos 1-3 e 7-9 relacionam com procedimento legal nos tribunais, e assim por diante .

A correta interpretação da Escritura Divina de acordo para um sistema de regras exegéticas foi um trabalho de amor de estudiosos da Torá por milhares de anos, e muitos grossos volumes de discussão Talmúdica juntamente com uma enorme literatura de comentários e decisões jurídicas são dedicados ao que estabelece os detalhes de todas estas leis e como elas devem ser aplicadas em casos práticos em toda a sua variedade na vida real.

Um dos grandes desafios dos estudiosos da Torá de hoje enfrentam é o de definir em detalhes como as Sete Leis de Noé devem ser aplicados hoje em casos práticos contemporâneos à luz das leis no código do Sinai. Este processo já começou como uma série de Rabinos, sob os auspícios dos Sanhedrin renovados em Jerusalém estão abordando inúmeras questões que estão sendo recebidos de um número crescente de nações que buscam seriamente a observar as leis de Noé de forma adequada.

Os problemas jurídicos complexos só podem ser julgados por mentes legais treinados, e o estudante geral não pode esperar ser capaz de determinar as questões de lei da Torá sobre o seu próprio país, sem orientação especializada.

No entanto, os Cinco Livros de Moisés estão disponíveis para todo o mundo em traduções em várias línguas diferentes, e alguns dos comentários Rabínicos clássicos também estão disponíveis em Inglês, Francês, Espanhol, Russo, etc. Isto significa que os gentios também pode estudar essas obras e ganhar insights sobre o significado e aplicação das Sete Leis de Noé de ver como a Torá ensina sobre sua extrapolação nos 613 Mandamentos que se aplicam a Israel.

Historicamente, uma das críticas dirigidas por alguns contra o caminho da Torá é que isso é composto por muitas regras e restrições que inibem o amor instintivo e a paixão com a qual devemos servir a Deus. Ironicamente, o mundo moderno – que, em grande medida jogado o jugo da lei e observância religiosa – sofre de uma proliferação infinita de restrições governamentais e outros regulamentos em todas as esferas da vida para o mais íntimo.

A promessa do Código do Sinai é dar liberdade interior e libertação para aqueles que tomam sobre si o serviço de Deus. Da mesma forma, a submissão ao poder supremo de Deus através da adoção do Código Noético eleva os justos das nações acima dos poderes subordinados.

O desejo para obedecer e cumprir a lei de Deus é nutrido através do estudo regular das escrituras e obras derivadas, cada um em seu nível. Quanto mais as pessoas familiarizam com os detalhes e mais profundo é a nossa compreensão da sua intenção e grande sabedoria, mais forte se torna o nosso amor.

Escrito por Rabino Avraham ben Yaakov

Traduzido por: Gilson Sasson

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos Recentes

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 50 outros seguidores

Blog Stats

  • 34,093 hits
%d bloggers like this: