Parashá Tetsavê, Êxodo 27:20-30:10

Deixe um comentário

24 de Dezembro de 2014 por azamradobrasil

az_banner 5

O Sacerdócio

Nossa porção é principalmente dedicada ao chamado de Aarão e seus filhos para o sacerdócio, as roupas eles tinham que usar quando servir no Santuário, e as instruções para a sua inauguração para este serviço único.

Assim como Deus escolheu Moisés para receber e ensinar a Torá, assim Ele escolheu Aarão – irmão de Moisés, mais velho, e um profeta em seu próprio direito – para servir em Seu santuário escolhido, e para ser o progenitor de todos os sacerdotes Israelitas posteriores.

Contrariamente às noções contemporâneas de igualitarismo, a adesão do sacerdócio Israelita era hereditária. O maior mérito, justiça, a sabedoria e pureza da Torá não poderia fazer um Judeu elegível para ser um sacerdote – um “Cohen” (plural: Cohanim) – a menos que o seu pai e os pais do pai tinha sido um válido Cohanim com descendência patrilinear impecável, traçando a Aarão , o primeiro Sumo Sacerdote. (Os Cohanim estão autorizados a se casar com mulheres que não são filhas de Cohanim, e enquanto a mulher do Cohen não é definida como uma mulher inadequada ou de outra forma desqualificada nos termos de Torá, seus filhos dela seriam elegíveis para servir no Templo.)

Os Cohanim têm duas funções principais:

1. Eles são cobrados ​​com a oferta do sangue e a carne dos sacrifícios de animais e a realização de todos os outros serviços do templo, exceto para o canto e a maioria dos deveres de guarda cerimonial (que estão nas mãos de membros da tribo de Levy – os Levitas). Os serviços do Templo são muito onerosos, exigindo concentração mental intensa, bem como uma variedade de habilidades práticas. Os sacerdotes assumem a responsabilidade ​​por trazer expiação pelos pecadores penitentes e para toda a comunidade.

2. Os Cohanim têm a responsabilidade de ensinar a Torá para o povo.

Para permitir o Cohanim de cumprir estas obrigações sem ter o ônus de ganhar a vida, bem como, a Torá estabelece uma variedade de presentes que o resto das pessoas são obrigadas a dar-lhes para sua manutenção básica e de suas famílias. Estes incluíram certas porções de sacrifício e outras porções de carne e dízimos (“Terumah”) a partir das colheitas para a sua alimentação, e do velo de ovelha para suas roupas.

O Cohanim não estão autorizados a servir no Templo ou mesmo comer seus dízimos – a sua própria comida – exceto quando em um estado de pureza ritual, de acordo com a lei da Torá, o que exigiu constantes abluções na água, bem como manter a sua distância das coisas que pessoas comuns nem sequer pensa. Por exemplo, seria o suficiente para um Cohen ter contato físico momentâneo com outra pessoa que estava no mesmo prédio como um corpo morto (por exemplo, em um hospital), ou sentar-se na cadeira ou na cama de sua esposa ou tocar sua roupa durante seu período menstrual, para fazê-lo ritualmente impuro até que foram submetidos ao procedimento necessário de purificação em cada caso.

Nos tempos do Templo, todo o sacerdócio foi dividido em vinte e quatro vigilantes sacerdotais, cada um dos quais se encarregaram dos serviços do Templo por uma semana inteira em rotação. Isso significava que a maioria dos Cohanim serviram no Templo por apenas duas semanas no ano e nos principais festivais. Para o resto do tempo eles viviam dispersos por toda a Terra de Israel. Cada um dos sacerdotes foram responsaveis por visitar as fazendas locais, a fim de recolher os seus dízimos e outros presentes sacerdotais. Isso trouxe-os em contato constante com as pessoas, a quem foi sua responsabilidade de ensinar a Torá.

O que se pode aprender com os Gentios do sacerdócio Israelita?

Muitas comunidades Judaicas até hoje incluem os membros que têm uma tradição de seus pais que eles são Cohanim e que são honrados como tal (por exemplo, ser chamado pela primeira vez para a leitura pública da Torá, embora o sistema de dízimos sacerdotais é principalmente em suspensão hoje como não temos os meios de purificação da profanação dos mortos). Alguns sustentam que certos genes são compartilhados por todos os Cohanim, mas apenas quando o Messias vier e construir a vinda do Templo em Jerusalém serão os verdadeiros descendentes de Aarão serão conhecidos com certeza.

Sacrifícios

Estes verdadeiros descendentes de Aarão apenas serão confiados a conduta dos serviços do Templo, e todos os outros, quer Israelitas ou Gentios, serão excluídos deste por decreto da Torá. Vale ressaltar que, em termos práticos rigorosos, o Gentio hoje pode ter mais a aprender com o Cohen sobre os sacrifícios que o Judeu que não é um Cohen. Isso ocorre porque a lei da Torá proíbe o Judeu de oferecer qualquer sacrifício de animais, quer em Jerusalém ou em qualquer outro lugar, ao mesmo tempo que permite o Gentio para oferta de elevação, em qualquer local adequado em qualquer lugar do mundo (Maimônides, Leis de Sacrifício Procedimento 19:16). Com a ajuda de Deus, isso será discutido com mais detalhes em nosso comentário sobre a primeira parte do Levítico.

Ensino

De maior relevância prática para a maioria das pessoas, hoje, é o papel do Cohen  como professor da Torá. Isso exige que ele se separe do mundo mundano de auto-indulgência, festas e entretenimento, a fim de manter a seriedade, a devoção, a pureza e a clareza mental, que são necessárias, a fim de estudar, entender e explicar sobre a Lei de Deus.

Ao contrário dos serviços do Templo, o estudo e o ensino da Torá, certamente, não está restrito aos Cohanim. Todo Israelita são obrigados a estudar os 613 Mandamentos em todas as suas ramificações para o melhor de sua capacidade. Da mesma forma todos os Gentios são obrigados a conhecer os Sete Mandamentos Universais, e cada Gentio amante do Eterno certamente quer ampliar e aprofundar sua compreensão da Torá de Deus para as Nações na maior extensão possível. Para ambos Judeus como Gentios, só o estudo assíduo pode produzir professores dignos, que são vitais para a transmissão e difusão da Torá.

Em tempos mais simples, excelentes estudiosos e professores da Torá ganharam seu sustento como trabalhadores, agricultores, artesãos e similares, e teriam recuado a partir do pensamento de receber uma bolsa para seus estudos (embora os juízes da Torá têm direito a devida compensação pelo tempo que dedicam com processos jurídicos). No entanto, a sofisticação e complexidade do mundo moderno resulta na maioria das pessoas que estão sendo obrigados a um longo treinamento para o trabalho altamente especializado e exige o consumo de suas horas de vigília. Isto torna muito difícil para a maioria dos adultos para dedicar-se ao estudo da Torá sustentado ao nível necessário para serem capazes de ensinar os outros.

Na idade moderna de especialização, o povo Judeu e as Nações dos Gentios estão na necessidade de professores profissionais e disseminadores da Torá de tempo integral e de tempo parcial da Torá que são financeiramente capazes de dedicar-se à sua vocação através de receber o apoio de suas comunidades , assim como o Templo Cohanim receberam a sua manutenção dos agricultores circundantes.

Assim os Rabinos do calibre necessário requer muitos anos de estudo intensivo, a fim de adquirir a profundidade e amplitude de conhecimentos necessários para entender como a lei da Torá se refere a muitas questões complexas da vida contemporânea. Na maioria dos casos, os candidatos para o rabinato pode financiar seus estudos só através do apoio dos outros.

Da mesma forma, o serviço do Eterno pelas Nações dos Gentios exige não só a busca de estudo e prática dos Sete Mandamentos Universais por todas as pessoas, mas também profissionais  treinados e competentes que podem conduzir as aulas para crianças, adolescentes e adultos, realizar culto e eventos do ciclo de vida (nascimento e nomeação, vinda de idade, casamento e divórcio, doença, morte), aconselhamento, falar em público, relações públicas e divulgação on-line, na mídia impressa, TV e rádio, etc.

A única maneira que os grupos e as comunidades Judaicas e os Gentios podem garantir que eles vão receber o ensinamento da Torá, orientação e liderança vital que precisamos é através de pagar o preço necessário para a Torá de profissionalismo e experiência, assim como eles pagam por aquilo em medicina, direito, negócios , educação e ciência. “Se não houver nenhuma farinha, não há Torá” (Avot 3:17).

As Vestes Sacerdotais

Somente o Sumo Sacerdote, quando servia no Templo usava o ouro glorioso, azul, púrpura, roxo, enfeites nos vestuários descritos na nossa porção presente de Torá. Isto é devido ao papel único que a Torá concede ao Sumo Sacerdote em garantir expiação para Israel e todo o mundo, e todos os detalhes de cada um dos seus vestimentas, usados ​​para a glória de Deus, está repleta de moral e lições profundas.

Mas todos os outros sacerdotes, sem exceção, usavam as idênticcs e simples calças de linho branco, túnicas, cintos e chapéus descritos em Êxodo capítulo 28 versículos 40 e 42, quando servia no Templo. Não havia lugar lá para matrizes deslumbrantes de elegância humana de diversos tipos que ampliam os usuários cada um de acordo com seu nível de alguma hierarquia. No Templo do Eterno, só o Sumo Sacerdote, seu ministro escolhido, usa as vestes de ouro para a Sua glória, todos os outros Cohanim tinham os uniformes mais simples como Seus servos humildes.

Isto ensina que o Cohen não tinha a intenção de viver uma vida de luxo e esplendor magnífico, mas um serviço humilde, simples e devoção ao estudo e prática da Torá de Deus.

Ninguém, mas o filho de um Cohen pode ser um Cohen. Mas todos no mundo, Gentio (não-Judeu) ou Israelita, podem tentar imitar a verdadeira vocação do Cohen de simplicidade, humildade e devoção no serviço do Eterno.

Escrito pelo Rabino: Avraham ben Yaakov

Traduzido por: Gilson Sasson

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos Recentes

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 50 outros seguidores

Blog Stats

  • 34,093 hits
%d bloggers like this: