Parashá Shemini, Levítico 9:1-11:47

Deixe um comentário

17 de Abril de 2015 por azamradobrasil

azamra_litle_logo-inside red

Julgamento Sóbrio

Nossa porção conta a história arrepiante da catástrofe que atingiu no mesmo dia de uma das grandes cimeiras da história humana: A inauguração do proto-Templo Santuário no deserto por Moisés e Aarão.

“E os filhos de Aarão, Nadav e Avihú, tomaram cada um seu incensário e puseram fogo neles, e puseram sobre eles incenso e ofereceram diante do Eterno um fogo estranho, o que não lhes fora ordenado. E saiu fogo de diante do Eterno e os queimou, e morreram diante do Eterno.” (Levítico10:1-2).

Os dois príncipes herdeiros da linhagem sacerdotal de Aarão, o sumo sacerdote não tinha filhos, e, assim, foram extirpados em um momento. Logo depois deste terrível decreto, Deus ordenou Aarão:

“Vinho e bebida forte não bebereis tu e teus filhos contigo, quando entrardes à tenda da reunião, e não morrereis. E para separar entre a santidade e o profano, e entre o impuro e o puro, e para ensinar aos filhos de Israel todos os estatutos de que lhes falou o Eterno por meio de Moisés.” (Lev. 9:10-11).

A simples implicação do texto é que a razão por que Nadabe e Abiú incorreu esta sanções severa era porque eles estavam embriagados quando fizeram sua oferenda. Vinho ou alguma outra substância forte distorceu sua capacidade de julgamento adequado, levando-os a errar gravemente na determinação do que o serviço a Deus queria deles. Eles ofereceram “fogo estranho”, provocando fogo consumidor de Deus para destruí-los.

Os sacerdotes são os líderes espirituais da comunidade, com duas funções principais: (1) Oferecer os sacrifícios das pessoas (liderança no aspecto da oração, as nossas oferendas a Deus); (2) Educar as pessoas na Torá de Deus (os ensinamentos que Deus deu a nós). Ambas as funções envolvem intensa concentração de faculdades mentais dos líderes espirituais e todas as outras faculdades para garantir o foco equilibrado adequado sobre a tarefa em questão, seja levando as pessoas em oração e devoção ou fornecendo orientação de conselhos e verdadeiro julgamento.

Vinho e outras substâncias intoxicantes simplesmente interferem com o pensamento racional normal de uma pessoa e funcionamento, e pode levá-los em vôos delirantes de fantasia onde eles podem estar absolutamente convencidos de que eles são perfeitamente bem e focado. O primeiro caso de tal intoxicação na Bíblia, que também teve conseqüências mais graves, foi a de Noé, pai da humanidade, como disse em Gênesis 9: 20-27. Entendimento claro da opinião da Torá sobre intoxicação é importante para todas as pessoas.

Substâncias Físicas

“E vinho que alegra o coração do homem” (Salmos 104:15): Deus criou o vinho e outras variedades de incríveis potenciadores de vida – incluindo até mesmo o café, chá e outras ervas etc. – Que, quando corretamente utilizado com moderação, nos momentos adequados pode ajudar elevar temporariamente o coração humano para fora do peso cíclico e depressão a que tantos são propensos. Pode haver um lugar para algumas das substâncias melhorarem a vida que existe na criação. Mas quando se trata de nossos assuntos espirituais – as nossas orações a Deus, nosso estudo de Sua Torá – e, particularmente, quando os líderes comunitários e os governos devem fazer julgamentos sobre leis próprias e suas aplicações em situações reais da vida – O estado de espírito que é necessário um nível de sobriedade, de lucidez e claro juízo.

Venenos Mentais

Este nível de lucidez é susceptível de ser distorcido, não só por substâncias de mudança de mentalidade físicas, mas também por vários tipos de falsas crenças insidiosas que atuam como antioxidantes, que impulsionam os loucos arrogantes e fanáticos a justificar e perpetuar o assassinato, abuso cruel e outros crimes contra Deus e homem através de erros terríveis de julgamento.

A determinação exata do que Deus quer do homem depende de interpretação exata do texto da Torá e tradições autênticas. A aplicação da lei em casos concretos exige a capacidade de dar sentido a muitos testemunhos conflitantes, reclamações e reconvenção com base em perspectivas divergentes e visões de mundo das pessoas e suas narrativas de acompanhamento.

Ao fazer qualquer tipo de julgamento sobre situações que não são claras, a tendência comum é comparar elementos da situação pelas coisas que são claras. Por exemplo, sabemos que o assassinato, roubo e opressão são errados. Se precisamos passar por um julgamento ou fazer a nossa própria avaliação pessoal sobre um povo ou país acusados de tais crimes, precisamos fazer uma avaliação cuidadosa de todos os argumentos e provas de todos os lados.

Calúnia

Mas, assim como em uma noite escura, um bêbado ou drogado ou mesmo simplesmente uma criança assustada pode ver um ogre aterrorizante cambaleando em direção a eles, quando tudo o que está lá é uma grande árvore, da mesma forma aqueles que estão intoxicados por falsas crenças abastecidos por mentiras e calúnias podem ver um determinado grupo, as pessoas ou país como um ogro terrível quando a verdade é nada do tipo.

Sofisticados meios de comunicação de hoje, concentrados nas mãos dos barões de poder do mundo, são mestres da arte da manipulação mental através girar toda a sua saída e “informação” em sua própria direção desejada. Em todo o mundo em diferentes maneiras, desinformação, manchas sutis e calúnias entram e intoxicam mentes das pessoas, atitudes e opiniões, levando-os em direções que estão colocando o futuro da humanidade em perigo terrível.

Uma das formas mais comuns de pensamento distorcido resultante da intoxicação mental causada por mentiras venenosas e calúnias é o tipo de raciocínio que diz: “Sr. X cometeu um crime, o Sr. X é um Teutão. Portanto, todos os teutões devem ser criminosos.” É falsas deduções deste tipo que, historicamente, têm levado a todo o tipo de ódio entre grupos e conflitos até hoje.

A história sombria da extirpação de Nadav e Avihú, filhos de Aarão, o sumo sacerdote, através de intoxicação ensina o extremo cuidado necessário para manter nossas faculdades mentais intactas e equilibrada em situações da vida que exigem foco e julgamento claro. Não só deve substâncias perigosas de mudança de mentalidade ser rejeitado completamente, mas devemos impedir as mentiras venenosas e calúnias que tem poder de levar as pessoas para os piores tipos de destruição.

Escrito pelo Rabino: Avraham ben Yaakov.

Traduzido por: Gilson Sasson.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Artigos Recentes

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Junte-se a 50 outros seguidores

Blog Stats

  • 34,145 hits
%d bloggers like this: